CALL FOR SOLUTIONS | 2019/2020

O Call for Solutions é o programa de estágios que convida alunos finalistas de mestrado a realizar um estágio curricular no âmbito da sua dissertação/projeto de mestrado, num dos negócios da SONAE, permitindo aos estudantes contribuir para a empresa com novas ideias, soluções inovadoras e dar resposta aos desafios propostos pelas equipas SONAE.

 

Os desafios que irão decorrer no ano letivo de 2019/2020 são:

 

2. Mapeamento: Mapear diferentes funções das operações externas - Azambuja, 6 a 9 meses – Engenharia; Gestão

  • + Info: Efetuar levantamento das diferentes funções e processos desempenhados dentro das operações externas: - Centro de Serviços, DHL/Wells e SK , IDL/ Meu Super, Tabaco, conveniência e Bacalhau, Agro/ Congelados, Outros operadores logísticos e respetivos interlocutores
  • Competências específicas: Curiosidade, analise critica

 

3. Modelação BIM (Bulding Information Modelling) Rede Elétrica: Consiste no levantamento e desenho em plataforma “3D” adequada e em formato BIM (Building Information Modelling) da rede elétrica do Centro de Distribuição da Maia. Transformação da gestão de informação das redes "utility" para o estado da arte atual; possibilidade de evolução em conceitos de gestão remota de infraestrutura (informação, deteção, correção) - Maia, 3 a 6 meses - Engenharia (com desenho e projeto); Arquitetura; Sistemas (análise de sistemas)

  • + Info: Identificação e listagem das situações a animar (p/ exemplo, falha de luz no MAIA CENTRO).Criação de vídeos animados em realidade virtual ou misturando virtual com fotos/ vídeos reais e por forma a replicar os pontos /locais da rede elétrica onde é preciso verificar de acordo com o modelo BIM e com a ocorrência (p/ exemplo a falha de luz no MCentro poderá ser escolhida da lista antes referida e dará origem à animação “x” que mostra a porção da rede em questão e onde se deve ir verificar/ intervir para repor a normalidade). Estando a animação criada, o quadro elétrico propriamente dito estará – similarmente – modelado e os componentes identificados, também, como elementos BIM. Criar um “expert system” de apoio com base no modelo criado e no estudo das situações a modelar
  • Competências específicas: Capacidade de análise e resolução de problemas complexos, sentido crítico, forte capacidade de organização e detalhe no rigor no trabalho de programação.

 

4. Avaliação de risco de falha em equipamentos da produção: Como adaptar toda a operação de manutenção à real condição dos ativos? - Santarém, 6 meses - Engenharias Mecânica, Eletrotécnica

  • + Info: Desenvolver uma metodologia de análise de dados que permita incorporar um modelo de manutenção preditiva no tradicional modelo de manutenção preventiva, de modo a adaptar toda a operação de manutenção à real condição dos ativos. O âmbito de aplicação são os equipamentos de processamento de carne.
  • Competências específicas: Conhecimentos de avaliação de falhas e riscos. Conhecimentos de gestão lean.

 

11. Modelo de Custeio e Implementação de Dashboard: Garantir o mapeamento atualizado das principais atividades e processos suportados e executados pela Equipa e Implementar um modelo trimestral de apuramento de afetação de recursos aos Negócios com base nos indicadores desenvolvidos nos pontos anteriores – Gaia, 4 meses - Gestão, Economia,  Contabilidade

  • + Info: Conhecer detalhadamente os Principais processos administrativos e atividades da Equipa; Garantir a gestão centralizada do Projeto e o envolvimento/participação dos Coordenadores de cada Equipa; Garantir a atualização e o Reporte semanal do Estado do Projeto (ponto de situação, temas críticos, planeamento versus execução, etc); Garantir a definição de regras e procedimentos para garantir a normalização dos mapeamentos das Processos; Garantir e Implementar o mapeamento dos Processos (modelação) que cubra >95% dos processos de Equipa
  • Competências específicas: Capacidade analítica; Pensamento estruturado e crítico; Conhecimento e gosto pela utilização de Ferramentas modelares; Gosto de trabalho em Equipa; Comunicação eficaz; Capacidade para liderar um Projeto

 

12. Modelo de abastecimento para pequenos formatos no alimentar (Bagga): Como prestar um serviço de qualidade a um cliente que exige de nós uma logística de detalhe – Maia, 3 a 5 meses - Engenharias (Mecânica, Eletrotécnica, Industrial, Gestão de empresas)

  • + Info: O CD Maia abastece as Cafetarias e as lojas Bagga através das suas diversas operações (ambiente, frio positivo e frio negativo). Os pedidos são muito pequenos, têm que ser consolidados e pré-acondicionados para posterior entrega na loja. As entregas na loja (CAF ou Bagga) é normalmente efetuada em conjunto com a loja “mãe” (Continente, Modelo ou Bom Dia) o que nem sempre facilita a identificação da mercadoria, a sua segregação no armazém e entrega aos corretos responsáveis. É necessário analisar toda a Cadeia de Abastecimento, o processamento das encomendas nos respetivos entrepostos, a sua consolidação, acondicionamento, faturação, carga e entrega.
  • Competências específicas: Capacidade de mapeamento de processos, identificação de melhorias e ajuda na sua implementação. Bons skills de relacionamento interpessoal. Gosto pelo retalho e pela cadeia de abastecimento. Conhecimento das ferramentas de Melhoria Continua.

 

13. Disruptive e-commerce pick, pack and deliver for controlled temperature goods: Acompanhar o arranque do projeto, identificar melhorias no processo e acompanhar a sua implementação baseada em processos lean. – Lumiar- CD Lisboa, 3 a 5 meses - Engenharias (Mecânica, Eletrotécnica, Industrial, Gestão de empresas)

  • + Info: O CD Lisboa vai arrancar um processo de embalamento de produtos de temperatura controlada (frio positivo e negativo) em caixas Auto refrigeradas. Dado ser um processo inovador e disruptivo, surge a necessidade de acompanhar o arranque, estabilização, com identificação de melhorias e respetiva implementação.
  • Competências específicas: LEAN, project management, CEP- controlo estatístico de processo

 

14. Rentabilização de contentores: Rentabilização do desperdício de carga do transporte Marítimo, que representa 7 Milhões na conta da Madeira – Azambuja (com deslocações aos vários centros de distribuição da SOHI), 3 a 5 meses - Engenharias Mecânica, Eletrotécnica, Industrial, Gestão de empresas

  • + Info: Rentabilizar melhor o espaço dos contentores. Agilizar e tornar mais eficiente a operação de carga, produtividade (hoje o processo requer muita mão de obra para repaletizar a mercadoria seja na origem de carga ou no destino na descarga). Rever parametrizações de BTQ (paletes completas) continuamos com muito picking e despicking desnecessário. Agilizar e automatizar a informação de KPI e gestão desta temática (o processo actual é muito manual, suscetível de erro e a periocidade de publicação não é regular). Normalizar processos (verifica-se hoje que por vezes devido a algumas dificuldades operacionais as melhorias implementadas e identificadas não são por vezes aplicadas levando a desperdícios e perdas de valor).
  • Competências específicas: Lean management – Logistica

 

15. Novo modelo de abastecimento para pequenos formatos para o Não Alimentar: Com a expansão de lojas de pequenos formatos alimentar e não alimentar, é urgente avaliar novas formas de abastecimento às pequenas insígnias, sob pena do espaço ao solo não ser sustentável em 2020, dado o elevado nº de paletes com poucas caixas (PBS e PBL). – Carregado, 3 a 5 meses - Engenharias (Mecânica, Eletrotécnica, Industrial, Gestão de empresas)

  • + Info: Com a expansão de lojas de pequeno formato torna-se necessário avaliar novas formas de abastecimento às pequenas insígnias. Os desafios deste abastecimento, pequenos formatos, bem como as características da operação ao dia de hoje conduzem-nos à necessidade de olhar para este processo de forma a o tornar mais eficiente. Alguns desafios: Segregação das operações (C1+C2+C3) que obriga a nº elevado de transbordos para consolidar carga no C2. No mínimo temos atualmente uma palete / loja / operação. Grande esforço na consolidação de cargas. Abastecimento a nível nacional a partir das plataformas do Carregado do PNA e Consumíveis. Considerar os impactos atuais nas operações loja com grandes constrangimentos na receção e avaliar as entregas de lojas stand allone com receção pela frente loja.
  • Competências específicas: Capacidade analítica e processual; aptidão para mapeamento da situação atual (VSM) e acompanhamento no terreno dos processos e fluxos operacionais e Transportes

 

16. Sistema de Melhoria Contínua: Implementação de um sistema de melhoria contínua na Equipa de Engenharia com a elaboração, reporting e acompanhamento dos seus indicadores. – Maia, 5 a 6 meses – Engenharias (Gestão Industrial, Mecânica ou Eletrotécnica).

  • + Info: A Equipa de Engenharia tem a responsabilidade de gerir os ativos e serviços que dão suporte às operações logísticas, promovendo ações de melhoria contínua na otimização dos seus recursos, de uma forma articulada e em parceria com as várias equipas operacionais e ainda de desafiar, desenvolver e integrar novas soluções técnicas e tecnológicas que visem a criação de valor na logística e supply chain. Este projeto, além da recolha e tratamento de dados para elaboração, reporting e acompanhamento dos indicadores da Equipa de Engenharia, inclui o levantamento, análise e acompanhamento de ações de melhoria junto das equipas operacionais.
  • Competências específicas: Microsoft Office (Excel, PowerPoint e Outlook). Capacidade analítica de dados.

 

17. Bot Serviço ao Cliente: Criação de um bot a disponibilizar nos canais digitais do cartão Universo para responder de forma automatica às principais solicitações do cliente que recorre ao customer service – Maia, 5 a 6 meses – IT

  • + Info: O objetivo do projeto será reduzir os custos do atendimento e aumentar a satisfação do cliente, providenciando respostas automáticas aos clientes nas questões mais recorrentes (por exemplo efetuar pagamentos adicionais), em modelos de conversação próximos do humano. Serão usadas ferramentas de desenvolvimento de bots recorrenda a tecnologias cloud based (previsivelmente Microsoft) e integrações com outros sistemas de forma a recolher a informação necessária a dar uma resposta ao cliente.
  • Competências específicas: Desenvolvimento Aplicacional, Cloud computing (Azure ou outras), Integração de Serviços por APIs, Interesse em tecnologias de machine learning (voice, text recognition)

 

18. Bot Venda de seguros: Criação de um bot a disponibilizar nos canais digitais do cartão universo que permita completar a venda ou identificar clientes com interesse em seguros e encaminha-los para um operador  humano– Maia, 5 a 6 meses – IT

  • + Info: O objetivo do projeto será reduzir o custo da colocação de seguros, iniciando de forma automática conversações humanizadas através de bots que permitam conluir o processo de venda ou identificar clientes potencialmente interessados transferindo-os para um operador. Serão usadas ferramentas de desenvolvimento de bots recorrenda a tecnologias cloud based (previsivelmente Microsoft) e integrações com outros sistemas de forma inciar processos de subscrição de seguros.
  • Competências específicas: Desenvolvimento Aplicacional, Cloud computing (Azure ou outras), Integração de Serviços por APIs, Interesse em tecnologias de machine learning (voice, text recognition)

 

Se tens interesse em desenvolver a tua dissertação de mestrado num destes temas, submete a tua candidatura, indicando o número do desafio em que gostarias de trabalhar.

submit application
Este website utiliza cookies que facilitam a navegação dos visitantes.

A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela SONAE. Consulte aqui a nossa Política de Cookies